ALGUNS ENSINAMENTOS DA DXPEDIÇÃO DA AREP À ILHA DE ANCHIETA

 
Especial para AREP Express 
 
a) TRANSCEPTORES 
 
Enquanto na última dxpedição à ilha do Arvoredo ainda foi utilizado transceptor 
Atlas-210, controlado a cristal e VFO, hoje em dia todos os transceptores são 
de freqüência sintetizada.  
   
A diferença entre as exigências de alimentação são muito significativas. Embora 
ambos os sistemas funcionem bem com a alimentação entre 12 e 16 Volts, o Atlas 
continua a funcionar, embora com potência de saída reduzida, mesmo quando for 
alimentado com tensão inferior a 12 Volts; mas os transceptores atuais, todos à 
base de freqüência sintetizada, não conseguem sintetizar a freqüência abaixo de 
12 Volts, e o transceptor fica inoperante. Por este motivo, eles são muito mais 
críticos quanto à qualidade de regulagem da alimentação de energia. 
  
b) FONTES DE ALIMENTAÇÃO 
 
A esmagadora maioria dos radioamadores que utilizam transceptor de estado 
sólido com fonte de alimentação externa para rede alternada, não tem a menor 
idéia de qual é a tensão mínima da rede com a qual a fonte ainda é capaz de 
fornecer 12 Volts de tensão contínua com sua carga máxima nominal, e que ocorre 
nos picos de modulação. Em dxpedições, o dado éessencial. Quando a tensão da 
ilha Anchieta, nominalmente trifásica de 220/127 Volts, caiu para 167 Volts 
entre fases, a única das três fontes levadas à dxpedição, que continuou a 
funcionar a contento, foi a de construção caseira, projetada e montada pelo 
nosso colega Demarinis PY2YW. As demais caíram abaixo de 12 Volts e, 
conseqüentemente, os transceptores a elas ligados deixaram de funcionar. A  
descrição completa da fonte de 40 Ampères de PY2YW foi publicada no Boletim da 
AREP número 14 (julho/agosto). Como conhecer os limites do funcionamento de 
nossas fontes de alimentação antes de empreender uma dxpedição?  
  
É necessário utilizar um transformador continuamente variável, conhecido  
também pela marca Variac (nome registrado pela General Radio). Ligando a ela um 
transceptor com consumo máximo ajustado pelo controle da portadora, reduzimos a 
tensão de alimentação da fonte até a tensão contínua de saída atingir a marca 
de 12 Volts. Quanto maior for a gama de regulagem de uma fonte de alimentação, 
tanto mais queda de rede ela aguenta, mas também tanto maior fica sua 
dissipação de calor quando operada perto de tensão nominal da rede. No caso da 
fonte de PY2YW, a gama de regulagem efetiva chega a 25% da tensão de entrada.   
à ilha do Arvoredo, o gerador de 1.500 Watts alimentou quatro transceptores, 
cada um com consumo pico de 300 Watts. Acontece que os picos de modulação entre 
os quatro transceptores, operados por quatro radioamadores diferentes, nunca 
coincidiam e, assim, sua variação entre 300 Watts e quase nada de qualquer um 
deles não causou ao gerador uma variação de carga maior que 20%, nem sequer 
percebida na tensão de saída bem regulada. Assim sendo, podemos concluir que 
alimentando os transceptores diretamente do motogerador, este deve ter uma 
potência.  
 
c) GERADORES AUTÔNOMOS 
 
Para estar preparado para qualquer imprevisto no fornecimento de energia 
elétrica é necessário levar ao menos um motogerador portátil alimentado, 
normalmente, com gasolina. Mas é preciso observar um ponto importante: não se 
pode utilizar qualquer gerador com um transceptor com consumo pico igual à sua 
potência nominal. Acontece que, com a modulação ou com a manipulação de 
telegrafia, a carga sobre o motogerador variava entre seu valor total e quase 
nada. No caso da última dxpedição  no mínimo, quatro vezes maior que o 
transceptor de maior consumo.  O que fazer com um gerador menor, de 300 Watts, 
em uma dxpedição?  Basta recorrer a uma alimentação indireta. Cada transceptor, 
ou cada par de transceptores, é equipado com uma bateria de acumuladores de 12 
Volts - 42 Ampère-horas ( por exemplo, como os utilizados nos carros a álcool) 
e estas baterias, cada uma com seu carregador de 4 Ampères, fica alimentada em 
120 Volts, pelo gerador de 300 Watts, puxando uma corrente total de 2,5 
Ampères. Recebendo, assim, cada um dos três carregadores de bateria, uma 
potência constante de 100 Watts, esta fica, mesmo considerando as perdas 
inevitáveis de conversão e de armazenamento químico, bem acima da média de 
consumo dos transceptores (os picos de modulação nas transmissões ficam 
compensadas durante os períodos de recepção). Convém utilizar baterias que não 
necessitem reabastecimento de água, pois na esmagadora maioria das dxpedições 
não há água destilada disponível.  
 
d) AUTOTRANSFORMADORES 
 
Considerando as grandes variações das tensões das eventuais redes locais já 
existentes, temos que providenciar meios para poder aproveitá-las. Por exemplo, 
quando na ilha Anchieta a tensão caiu para 167 Volts, esta era demais para as 
fontes e aparelhos ajustados para 120 Volts ou 127 Volts, mas com a única 
exceção acima citada, insuficiente para entradas ajustadas para a posição de 
220 Volts. O que fazer então?  
 
Quando se planeja uma dxpedição a um local onde já exista algum gerador de 
corrente alternada, deve-se levar um autotransformador de, no mínimo,1 kVA, com 
derivações em 0, 130 Volts, 150 Volts, 170 Volts, 200 Volts e 230 Volts. Este 
transformador serviria não somente para baixar para 127 Volts redes de 220 
Volts nominais que fornecem tensões inferiores, mas também para aumentar quando 
redes de 127 Volts nominais fornecem tensões muito inferiores. Em outras 
palavras, eles trazem qualquer tensão encontrada para dentro dos limites das 
fontes de alimentação e dos demais aparelhos.  
 
Os carregadores de baterias, normalmente, não são críticos para quedas na 
tensão de alimentação. Com tensões inferiores, eles carregam com corrente 
menor, mas não deixam de funcionar desde que sua tensão de saída esteja 
superior à tensão da bateria. Assim sendo, quando cada transceptor é equipado 
com uma bateria e carregador, este último pode ser alimentado tanto pelo 
motogerador como pela rede, não sendo necessária, neste último caso, a sua 
correção pelo autotransformador.  
 
Iwan T. Hálasz, PY2AH.